home office
Cultura Postmetria

Home Office: as facilidades e os desafios da “nova” modalidade de trabalho

– “Eu trabalho home office, e você?”
– “Home o quê? É de comer?”

Em 2020, com a chegada da pandemia de Covid-19, o termo home office, ou trabalho remoto, se tornou público e dialeto popular nas pequenas e grandes empresas do mundo. Por conta desta viralização, muitas pessoas descobriram o real sentido deste ato – muitas vezes, na dor!

No entanto, incontáveis estudos sobre o tão falado home office foram elaborados durante a pandemia, trazendo também informações positivas. Conforme pesquisa realizada pela Fundação Dom Cabral em parceria com Grant Thornton e a Em Lyon Business School, por exemplo, 58% dos respondentes tendem a se sentir produtivos ou mais produtivos trabalhando em suas residências.

Em razão dos índices de satisfação, diversas companhias resolveram adotar este modelo de trabalho para que os motores operacionais e de gestão não fossem derrubados pelo novo momento mundial. Tal ação veio a transformar uma nova realidade: o fechamento de escritórios físicos e a implementação do trabalho remoto definitivo, com a possibilidade de ida, no formato sazonal, a um espaço de coworking.

E a Postmetria foi uma dessas empresas que conseguiu lapidar o diamante, ainda bruto aos olhos de muitos empresários, e transfigurar a realidade em oportunidade de negócio.

Hoje, nós daremos mais detalhes sobre como essa mudança de perspectiva ocorreu. Confira:

Home Office: benefícios e desafios

home office

– “Ah, agora entendi o que você quis dizer com home office! Mas ainda não enxerguei oportunidades. Tudo isso é mesmo possível?”
– “Aham, Cláudia, senta lá que eu vou te explicar”

O home office é definido por muitos profissionais como um benefício, já que, ao trabalhar em casa, possui-se a infraestrutura e ambiente adequados, consegue-se desempenhar tarefas com excelência e subtrai-se da vida os períodos sadness que costuma-se passar antes mesmo de chegar ao escritório, como trânsito, transporte público e estresse em dias de chuva – paulistas, com certeza, entenderam a referência 🙃

Então, cabe a essas organizações repensar suas estruturas, desde o formato de contratação, até processos internos e culturais. Afinal, cultivar os mesmos hábitos de uma estrutura tradicional pode levar esta estratégia a ruínas, com perda de profissionais e também de receita.

Mas então, como fazer dar certo?

Na Postmetria, em particular, muitas práticas foram adotadas a fim de aprimorar o engajamento e o bem-estar no trabalho remoto. Uma das principais práticas, e também uma das mais efetivas, foi estabelecer OKRs (Objective Key Results), que estão atrelados à horizontalidade dos times. Melhor dizendo, de acordo com nosso CEO, Dirceu Corrêa Jr., “trabalhamos com adultos responsáveis”, ou seja, adultos responsáveis sabem estudar o melhor caminho.

Na prática, o que isso quer dizer?

Ao assumir um compromisso totalmente horizontal, sem estar num ambiente cercado (presencialmente) por gestores, gerentes e diretores, cada colaborador tem sua responsabilidade e a transforma em uma missão a ser concluída. Os meios deixam de ser tão importantes e a entrega, clara e objetiva, se torna protagonista, fazendo com que o todo seja entendido e dividido em micro entregáveis de valor entre os times, todos comprometidos com o propósito principal do ciclo.

Na prática, toda essa mudança trouxe às áreas de Clientes, Operação de Dados e TI um dinamismo comunicacional, fazendo com que clientes e parceiros da Postmetria fossem colocados no centro das discussões. A partir dessa nova rota de trabalho, ações de clientocentrismo fizeram ainda mais sentido na organização das tarefas corporativas de cada executivo.

Todos sentiram o impacto positivo deste novo rumo!

Os impactos da Cultura do Home Office

Além de todas modificações em processos, a Postmetria conseguiu disseminar este impacto na vida de muitos brasileiros que buscavam diversificar suas realidades.

Você falando parece que Home Office faz milagre!

Não é pra tanto! Ele pode ser um caminho para o seu bem-estar, afinal, querendo ou não, estar em casa com nossa família e podendo proporcionar, mesmo que trabalhando, momentos de carinho e conversa aos nossos é milagre, sim! E, até pouco tempo, não era uma opção!

E quando digo que a Postmetria disseminou impacto, quero dizer sobre a oportunidade de trabalhar com pessoas do Brasil – e do mundo! Temos times com pessoas do “Oiapoque ao Japão”, ou de Porto Alegre a Fortaleza! Uma reunião acontece no mesmo momento, em horários e temperaturas diferentes. Isso é magnífico!

A junção de talentos do mundo todo proporciona olhares diferentes a uma mesma ideia – e tudo isso não tem preço. Além de oferecer emprego para qualquer canto do mundo, conseguimos trabalhar o respeito e a empatia por novas culturas e, assim, realizar uma entrega com muito mais qualidade, promovida por talentosos profissionais que cultivam a verdade em suas tarefas.

Bundle set of young worker use computer desktop or laptop computer for working in home office or work at home in cartoon character, flat vector illustration

– Bah! Tem uma vaguinha pra um Guri do Sul aí nessa Postmetria?
– Qual é? A Poxxxtmetria pode ser sua casa também, mermão!
– Mano, é Bolacha ou Biscoito?
– Na Postmetria, pode ser os dois! 😉

Texto elaborado por Leonardo Santos, Customer Success Coordinator na Postmetria


Que tal escutar mais sobre o tema? Confira o Episódio 04 do nosso podcast, no qual recebemos o pessoal do NAU inSpaces, espaço de coworking e hub de inovação aberta, para falar sobre os desafios do trabalho remoto, híbrido, em coworking, além dos impactos do COVID-19 nos formatos de trabalho:

Você também pode gostar...